Mais você sabe o que é mas errado nisso?

moodle2016iconeNormalmente quem escreve acaba confundindo PRONOME OU ADVÉRBIO DE INTENSIDADE “mais” com a CONJUNÇÃO ADVERSATIVA “mas”. Você nunca errou? Parabém! Mas é comum ler textos na internet, inclusive de pessoas com alto nível de escolaridade, que ao descrever uma relação de oposição acabam escrevendo errado. Espero ajudar para que na hora de escrever evite este erro.
Exemplos:
Marcelo diz uma coisa mais faz outra. (ERRADO)
Marcelo diz uma coisa mas faz outra (CERTO)
Estou lendo, mais não estou entendendo. (ERRADO)
Estou lendo, mas não estou entendendo. (CERTO)
É gordo, mais passa fome. (ERRADO)
É gordo, mas passa fome. (CERTO)
O Marcelo é mais forte, mais bonito, mais inteligente, mas é chato. (CERTÍSSIMO)
Uma regra simples para que você não erre mais é ter em mente que: – MAIS é o contrário de MENOS. Usamos “mais” ou “menos” para tratar de intensidade, se o que esta escrevendo NÃO se refere a mais ou menos, maior ou menor, pouco ou bastante, então estará se referindo a uma contrariedade, uma adversidade, uma oposição, casos onde utilizará o MAS. O “mas” equivale a “entretanto, porém, contudo, todavia, não obstante”.
Quando escrever, se tiver dúvida faça um teste, substitua o “mais ou mas” por menos, porém, contudo, etc. Veja o que faz sentido para o que deseja escrever.
Há muito mais nestas duas palavrinhas, mas, para resolver boa parte dos problemas em relação à escrita correta estas dicas são suficientes. Em outra oportunidade veremos que Mas e Mais tem também outras classificações, como substantivo e adjetivo.
Em tempo: Quando fizer testes utilize a palavra “menos” e não “menas”. Não existe a palavra “menas”.
[Total: 3    Média: 5/5]
Tags , , ,

3 opiniões sobre “Mais você sabe o que é mas errado nisso?

  1. Alicinha disse:

    Pensem numa pessoa chata com relação à escrita: eu!
    Apaixonada pela Língua Portuguesa, fico cada dia mais horrorizada com os erros cometidos. O internetês está acabando com a boa escrita!
    Creio que os professores de Língua Portuguesa têm travado uma luta inglória com a falta de conhecimento básico por parte dos seus pupilos.Regras básicas de concordância são simplesmente ignoradas. Conjunções. O que são essas coisas? O que elas comem? Como vivem? (hahahahaha!)
    Em razão do bom conhecimento na Língua, faço revisões de textos e trabalhos acadêmicos e confesso que tenho vontade de chorar, às vezes, pois errar uma coisa ou outra, eventualmente, pode ser um lapso. O problema é quando tentar achar a palavra certa, ou o significado correto, no meio de todas as erradas que a pessoa escreveu se tona o desafio!

  2. Perly disse:

    No tempo do colegial, quase reprovei de ano, por causa de um professor de português, que era muito pegajoso, mas hoje agradeço a ele. Lembro-me que fiquei pra segunda época em português e tinha que decorar as conjunções, entre elas, as adversativas. Lembro que depois da prova oral, ao sair no pátio do colégio, joguei o meu caderno para o alto, porque havia sido aprovado… lá pelos anos 70…(risos)

Deixe uma resposta